Água selvagem: o estado da água do mundo 2017

Posted by
WaterAid
in
Alterações climáticas
Thumbnail
WaterAid/ Tom Greenwood

Em todo o mundo, 663 milhões de pessoas ainda não têm acesso à água; a grande maioria delas - mais de meio bilhão - vive em áreas rurais.

No relatório da Wateraid Água selvagem, O Estado da Água no Mundo, exploramos como as alterações climáticas — sentidas através de eventos climáticos extremos, como ciclones, inundações e seca — poderia piorar a situação para as gerações futuras.

Papua Nova Guiné, Madagáscar e Moçambique estão entre os países com pior desempenho do mundo para o acesso rural à água potável. Todos os três países se classificam entre os 20% principais dos países em todo o mundo mais vulneráveis às alterações climáticas e menos prontos para se adaptar, de acordo com o Índice de Adaptação Global de Notre Dame. A Índia, uma das economias de crescimento mais rápido do mundo, tem o maior número de pessoas que vivem ruralmente sem acesso a água limpa.

Embora o acesso à água potável tenha atingido mais 2,6 mil milhões de pessoas desde 1990, este progresso está agora sob ameaça. Se não enfrentarmos os desafios existentes à segurança hídrica e garantirmos que todos, em todos os lugares tenham acesso fiável à água potável até 2030, as ameaças colocadas pelas alterações climáticas poderiam ser devastadoras para todos nós.

"Eventos de água selvagem podem destruir infraestruturas frágeis, secar rios, lagoas e nascentes que às vezes são a principal fonte de água para as pessoas mais pobres e contribuem para a propagação de doenças transmitidas pela água".
WaterAid