Alcançar a meta global de água, saneamento e higiene - expectativas dos investidores

WaterAid/Chileshe Chanda

Qual é o papel dos investidores institucionais no apoio ao Objetivo de Desenvolvimento Sustentável em água, saneamento e higiene? O nosso novo relatório, produzido em colaboração com a Chronos Sustainability, define as três áreas em que os investidores podem desempenhar um papel.

Hoje, mais de 785 milhões de pessoas — 11% da população global — não têm acesso a água potável. Dois bilhões de pessoas não têm acesso a serviços básicos de saneamento e 3 bilhões não têm instalações básicas de lavagem das mãos em casa. Cerca de 289 .000 crianças menores de cinco anos morrem todos os anos de doenças diarreicas causadas pela falta de água e saneamento.

O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 6 compromete os governos a alcançar acesso universal e equitativo a água potável segura e acessível para todos, e acesso a saneamento e higiene adequados e equitativos para todos, até 2030. O objetivo 6 é ambicioso, mas é alcançável se os setores público, privado e sem fins lucrativos trabalharem juntos para elevar o investimento necessário e garantir que o investimento seja implantado de forma eficaz e sustentável.

Este relatório expõe as nossas opiniões sobre o papel que os investidores institucionais podem, e devem, desempenhar no apoio à meta 6. Ele aponta para três áreas em que os investidores têm um papel particular a desempenhar: ajudar a arrecadar financiamento para fornecer água e saneamento para comunidades pobres e vulneráveis; incentivar as empresas a prestar atenção às questões relacionadas com a água, saneamento e higiene nas suas operações e nas cadeias de abastecimento; e encorajando ação política sobre questões de água, saneamento e higiene.

Este relatório foi produzido em colaboração com a Chronos Sustainability, que está comprometida em ajudar a resolver os desafios de sustentabilidade do mundo e entregar mudanças transformadoras no desempenho social e ambiental dos principais setores da indústria. Saiba mais sobre o trabalho deles.

Imagem superior: Madina, 11 anos, ao lado do bloco sanitário recém-construído na sua escola Distrito de Mecanhelas, Moçambique.