Casas de banho públicas e comunitárias adequadas a mulheres: um guia para responsáveis pelo planeamento e decisores

Postado por
WaterAid, WSUP and Unicef
in
Gênero, Saneamento, Higiene menstrual, Urbano, Igualdade, inclusão e direitos humanos
Irma, a public toilet attendant in Kumasi, Ghana's second largest city.
WSUP

Um guia para garantir instalações sanitárias ideais para o público feminino, por WaterAid, WSUP e UNICEF. Disponível em inglês, francês, português e espanhol.

1 em cada 3 pessoas em todo o mundo não tem acesso a instalações sanitárias adequadas. Contudo, não se trata apenas da falta de uma casa de banho em casa: a reduzida disponibilidade de instalações sanitárias públicas e comunitárias também é um problema. Quando existem, com frequência, essas instalações não dão resposta às necessidades das mulheres e meninas, prejudicando os direitos humanos das mulheres.

Voir en français

O guia para garantir instalações sanitárias públicas e comunitárias ideais para o público feminino, publicado em outubro de 2018 e elaborado pela WaterAid, UNICEF e WSUP, foi criado principalmente para ser utilizado pelas autoridades locais em vilas e cidades, que sejam responsáveis por instalações sanitárias públicas e comunitárias. Também é útil para governos nacionais, prestadores de serviços públicos e privados, ONGs, doadores e organizações da sociedade civil que desempenhem um papel na prestação desses serviços.

O guia explica por que motivo as instalações sanitárias têm de ser ideais para o sexo feminino, antes de entrarem em detalhes de características essenciais e desejáveis necessárias para que o sejam. Também sugere maneiras de aumentar a sensibilidade ao género no planeamento urbano de saneamento. O guia elabora recomendações e passos práticos retirados da documentação existente, de opiniões de especialistas e da análise de experiências pioneiras em todo o mundo. 

Também é possível assistir a um seminário Web no guia, gravado em abril de 2019: