A saúde, a segurança e a dignidade dos trabalhadores do saneamento: um ponto cego no saneamento com segurança

on
17 May 2019
WaterAid/ Eliza Deacon

Muitos trabalhadores de saneamento em todo o mundo enfrentam condições de trabalho inseguras, mas os seus direitos não são priorizados e o seu bem-estar não é respeitado, apesar de desempenharem um papel importante na cadeia mais ampla de serviços de saneamento. Sem eles, os serviços cruciais de saneamento não funcionariam.

O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) sobre saneamento visa atingir 4,5 mil milhões de pessoas com saneamento gerido com segurança até 2030 e a segurança dos trabalhadores de saneamento deve ser incluída como parte desses planos.

A WaterAid está a trabalhar em parceria com a Organização Mundial da Saúde, o Banco Mundial e a Organização Internacional do Trabalho para começar a consciencializar e defender a saúde, a segurança, a dignidade e os direitos dos trabalhadores do saneamento.